Em março de 2020, devido à pandemia causada pelo coronavírus, as aulas da Escola Politécnica da USP (EPUSP) foram paralisada e retomadas remotamente.

   Em quase dois anos de ensino remoto, os alunos da engenharia química sofreram com o isolamento da quarentena. Houve uma significativa perda de experiências e conhecimentos que só o ensino presencial poderia fornecer.


   No segundo semestre de 2021, o departamento do PQI (Poli Química Industrial), responsável pelo curso da Engenharia Química da Escola Politécnica, propôs o retorno das aulas presenciais. O retorno foi planejado de modo a seguir os protocolos de higiene mais atuais. 

   Este trecho da página da AEQ é dedicado à centralização das informações relacionadas ao retorno presencial, com o objetivo de manter os alunos a par das atualizações e trâmites do processo, pioneiro na EPUSP.